Sobre o Evento - I – Justificativa

I – Justificativa

Dados oficiais que historicamente vem sendo divulgados e observações realizadas sobre fatos que referem os marcos evolutivos que vem perpassando a construção do Sistema de Educação no Brasil, servem para demonstrar concretamente que é no fazer pedagógico, que reside o desenvolvimento da capacidade docente – pelo menos em curto prazo.

A certeza de ser impossível, uma eficaz capacitação docente, quando esta ocorre reduzida ao simples aprofundamento técnico-científico nos conteúdos de determinada disciplina (formação acadêmica convencional). Ou puro adestramento em métodos, técnicas de ensino e aprendizagem (formação pedagógica convencional), sinaliza para indicadores determinantes da multicausalidade de fatores que podem de um ou outro modo, interferir sobre as condições ambientais, indispensáveis à legitimação de um processo de ensino aprendizagem cuja efetividade há muito vem sendo pleiteada nacionalmente.

Condições essas que se fazem: externas – pois determinam o campo do estímulo ao ensinar e aprender e internas – porque definem o sujeito em suas relações, sendo que invariavelmente, a combinatória de uma e outras levam à consolidação operacional do que é objetivado alcançar.

Combinatória cuja dinâmica delineia as variáveis de ocorrências, sempre representadas, sob a forma de sintomas – problemas centrados em dois atores vinculados como professor-formador e professor-aluno. E nessa dinâmica por suas contradições precisam ambos ser entendidos nas suas características próprias, nas suas múltiplas especificidades e pelos diferenciados fatos geradores dos seus comportamentos.

Nessa compreensão, atentando para o cenário que formata a clientela atuante no PARFOR/PEDAGOGIA, através de sua Coordenação, caminhando na direção de definir um percurso que atrelados às experiências exitosas que tem ocorrido desde a sua instalação nos municípios paraenses, busca a sistematização de novos saberes que beneficiam a todos aqueles que, descobrindo e redescobrindo caminhos que contribuam para o ensino de qualidade deixe de ser uma utopia no Pará e por extensão no Brasil.

Assim sendo, analisar o estado da arte e avaliar o desenvolvimento do que até então já foi realizado pelo PARFOR/Pedagogia no Estado, torna-se um compromisso inadiável, para que os desafios, as dificuldades e limitações afetas ao cotidiano escolar sejam postos entre as preocupações presentes. E cada vez mais ser compreendido como processo de ensino e aprendizagem no qual professor-formador e professor-aluno está sendo formado para atender com qualidade as demandas que lhes são impostas pela sociedade. Reunir, portanto, num ambiente neutro, todos os atores envolvidos nas ações do PARFOR em nível local e o desafio que a UFPA se impõe. Está convicta de que a atual qualificação profissional do professor possibilita a ato da liberdade, inserido na derivação da sua estrutura ontoantropológica, nela implicado o compromisso com a sua existência e o percorrido no cotidiano evolutivo da sua práxis pedagógica.

A realização deste encontro guarda estreita coerência entre o ideário da academia e o movimento de mudanças necessárias para imprimir um ritmo mais ágil a essa iniciativa que vem dando certo com vistas à consolidação das políticas públicas de educação em desenvolvimento no País. E em âmbito regional-local – o que por si só – justifica qualquer esforço destinado para a concretização das mesmas, enquanto vontade coletiva interinstitucionalizada em cumprimento aos preceitos normativos estabelecidos pelo atual Estado Democrático de Direito, constantes no Artigo 5º da Constituição Federal Brasileira.

Informações Adicionais