Sobre o Evento - IV – Processo Operacional

IV – Processo Operacional

4.1 – Metodologia dos Trabalhos

Para sistematização das ações e desenvolvimento das atividades programadas, a organização do evento sinaliza para necessidade da implementação de duas fases de trabalhos que deverão ser realizadas em etapas consecutivas, a saber:

1ª FASE:

Etapa I – Sensibilização dos gestores municipais para colaboração efetiva e decisão compromissada sobre a realização do evento tendo como conseqüência a definição do nível de envolvimento e a forma de participação de cada instituição presente.

Etapa II – Realização de Encontros em módulos nos municípios nos meses de janeiro, fevereiro e março/2012 para a socialização da proposta e obtenção de resultados parciais para subsidiarem a instalação do Encontro maior a ser realizado em Belém nos dias 10 e 11 de agosto de 2012.

2ª FASE:

Etapa I – Realização do I Encontro Estadual, que metodologicamente será legitimado conforme descrição apresentada na programação constando de: Conferência Magna, Palestras, Discussões e Debates em Grupos Operativos de Trabalhos, Apresentação de Experiências e Plenárias, além da vivência de momentos alternativos destinados à expressões verbais livres e depoimentos de qualquer participante que se fizer interessado.

Etapa II – Elaboração de documento final formalizante da Carta do Pará, sequenciada pela leitura em plenária e aprovação pelo coletivo presente.

Etapa III – Aplicação de ficha técnica para avaliação e registro oficial das impressões sobre o encontro realizado e as propostas de modificações que forem sugeridas para o PARFOR/Pedagogia.

Etapa IV – Elaboração de Relatório Técnico-crítico para encaminhamento aos órgãos envolvidos instituições que garantiram aportes financeiros para legitimação do evento.

Encontram-se dispostas 18 (dezoito) horas sequenciais de trabalhos observados os tempos intervalares previamente determinados para ações transversais como momentos culturais.

4.2 – Eixos Estruturantes das Discussões

Visando à obtenção de resultados que expressem a importância do encontro, eixos estruturantes que potencializem a participação grupal e a interação institucional, encontram-se dispostas com vistas a discussões e debates obedecendo os seguintes temas:

Eixo I – Gestão pactuada do PARFOR/Pedagogia: problemas, obstáculos e desafios para implementação das ações com qualidade.

Eixo II – Projeto Pedagógico da Escola e consciência profissional: inexistência de critérios para definição de padrão básico de qualidade para o ensino municipal e desenvolvimento do currículo escolar.

Eixo III – Gestão do PARFOR/Pedagogia e formação profissional: grau de compromisso interinstitucional pactuado e participação da sociedade demandante por acesso e ampliação de serviços de qualidade na educação no Pará.

Eixo IV – PARFOR/Pedagogia formação inicial do professor e inserção do programa nos Projetos Pedagógicos dos Cursos Extensivos de Pedagogia, com vistas a continuidade da qualificação docente e como medida para viabilizar a superação dos gargalos e desafios prejudiciais a qualidade do ensino em âmbito regional local

Eixo V – Natureza do Trabalho Docente e valorização profissional: PARFOR como uma das alternativas em curto prazo.

Eixo VI – LDB e PCN's, diretrizes políticas e cumprimento dos princípios normativos do PARFOR/PEDAGOGIA, direcionados à consolidação das políticas públicas de educação no Pará.

Eixo VII – Financiamento das ações do PARFOR/Pedagogia: pactuação dos custos desafios atuais e tendências para a continuidade observadas as diversidades territoriais localizadas e as dificuldades de gestão dos Entes municipais.

Eixo VIII – PARFOR/PEDAGOGIA: iniciação e formação continuada do professor-aluno observada pontos críticos para intervenções necessárias, correção de problemas atuais e prevenção de desvios futuros.

Nas etapas operacionais que antecederem à realização do I Encontro Estadual, os eixos descritos deverão servir para nortear as discussões grupais visando a apresentação de pôster, comunicações, painéis e propostas de mudanças julgadas necessárias pelos professores-formadores e professores-alunos que viabilizem a ampliação de debates posteriores no Pará.

4.3 – Avaliação do Encontro

Será processada durante a realização das atividades de cada dia mediante expressão oral e depoimentos sobre as impressões dos participante, culminando com a aplicação de uma ficha técnica correspondente à indicação de resultados programados e perfil do produto alcançado a disposição desses depoimentos no quadro de avaliação.

Informações Adicionais